" Só se vê com o coração. O essencial é invisível aos olhos. " (O Pequeno Príncipe)

Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim!

" o maior favor que se pode fazer a semente é enterrá-la."

sábado, 29 de outubro de 2011

Hoje eu estava pensando com os meus botões como o mundo é engraçado, como ele não deixa ninguém parado, como as situações mudam, e mudam constantemente. Hoje você quer muito algo, amanhã você consegue, depois de amanhã pode ser que já não tenha mais o mínimo valor pra você.
Tudo bem, até ai nada de novidade não é?! É comum. O intrigante é quando você não atribui valor algum à algo, quando você considera até desnecessário, e com calma, com tempo, com detalhes, com sinais, passa a ser o bem mais precioso, a vontade mais aguçada, o sorriso mais sincero e o desejo mais secreto. Então o nada virou muito. Virou muito, muito do que você quer, muito do que você sonha, muito do que você planeja e espera, no caso passa a ser tudo, sabe?
Seguindo a linha de raciocínio você conquistará o tudo, e pela ordem comum dos acontecimentos amanhã o refrigerante já estará sem gás, você já saberá as falas do filme, não terá a mesma graça, não é mesmo? NÃO, não é mesmo, É isso, foge do esperado, do comum. (PERMANECE, verbo permanecer; 1. Conservar-se ou persistir no mesmo estado ou qualidade sem mudança; 2. Demorar-se em alguma parte; ficar). Dá pra entender? Não muda, persisti, demora, fica. Eu sei, vai além de qualquer interpretação sem base, mas eu precisava dizer, expor, explicar que não é dor, mas que tudo se encontra da mesma forma que ficou, que se há algo que sofreu alteração não foi nada além do colorido do dia que resolveu não renovar, e sim, ainda persiste a vontade de voar

Nenhum comentário:

Postar um comentário